------------------------------------------------

Casal matar filho de 6 meses e diz a polícia que ele estava desaparecido

Um casal que dizia que o filho de seis meses de idade havia sido sequestrado no final de agosto, em Itaperuçu, Região Metropolitana...

Um casal que dizia que o filho de seis meses de idade havia sido sequestrado no final de agosto, em Itaperuçu, Região Metropolitana de Curitiba, seria responsável pela morte da criança. O Serviço de Investigações de Crianças Desaparecidas (Sicride), da Polícia Civil do Paraná, apontou nesta quinta-feira (26) que pai e mãe são suspeitos da morte do próprio filho.

Rafael Kuyava foi preso e Luzia Prestes encaminhada a depor no início da tarde desta quinta-feira. No momento da prisão, a mãe disse que a morte do bebê foi um “acidente”.

“Não convenceu. É um casal muito frio. A criança morreu à noite, só no outro dia que eles resolveram levar, o que fazer com essa criança. A mãe não esboça sentimento nenhum. Às vezes ela chora e às vezes divaga. O pai não sabe a data do nascimento da criança. Os dois não sabem dizer que dia a criança morreu, só que foi no final de agosto”, diz a delegada Iara Dechiche, responsável pela investigação.

Orientada pelo Rafael, a polícia encontrou o corpo enterrado em área afastada de Itaperuçu, em um matagal, atrás de uma pedreira (veja no mapa). O corpo teria sido enterrado há pelo menos 25 dias.
Investigação

Inicialmente, de acordo com a Polícia Civil, o casal alegava que o filho havia sido sequestrado por quatro mulheres. Uma ocorrência foi registrada na delegacia de Almirante Tamandaré, município vizinho, e mensagens sobre o desaparecimento circulavam na internet.

O pai da criança, que já havia sido preso por roubo, é foragido da Colônia Penal Agrícola, em Piraquara, na Grande Curitiba, e havia um mandado de prisão em aberto contra ele. Após isso ser constado na investigação de desaparecimento, a polícia foi atrás da mãe, que trabalha em um supermercado. A mulher levou os policiais até o marido que questionaram o casal sobre o desaparecimento da criança.

A mãe teria dito, então, que na verdade o filho morreu afogado em um banho. Por medo de contar à polícia, tendo em vista os antecedentes do marido, o casal teria inventado a história do desaparecimento.

“Ontem pela manhã, nós recebemos uma requisição do Ministério Público de Rio Branco do Sul para que nós investigássemos se esse caso do casal que o filho teria sido sequestrado por quatro pessoas. E que essa história não estava bem contada, que os vizinhos não acreditavam. Porque essa criança sempre chorou muito, sempre apresentou algumas marcas pelo corpo, pediu a investigação e apontou o local onde a mãe possivelmente estivesse trabalhando. Os investigadores foram até lá, ela veio de boa vontade, não esboçou nenhuma reação. Ela queria confirmar a história de que o filho teria sido sequestrado por quatro pessoas que abordaram ela na rua”, conta a delegada.

“Nós desconfiamos, com tudo que já sabíamos, e ela confessou. Dizendo que ela estava dando banho no filho, que esse filho morreu afogado. E que ela tentou reanimar o filho e que o filho se reanimou, que ele ficou meio molinho, e que eles puseram para dormir. Quando ela voltou a ver ela viu que a criança tinha morrido”, relata a delegada Iara Dechiche.


Um laudo do Instituto Médico Legal deve apontar a causa da morte da criança. Os dois foram levados à delegacia de Rio Branco do Sul. O pai deve ficar preso inicialmente em razão do mandado aberto contra ele.

Pai nega homicídio
Rafael Kuyava nega o homicídio. “Depois que fomos ver que ele tinha falecido. Ele tinha se afogado. Colocamos ele para dormir na cama e achamos que ele estava vivo. Minha mulher tentou socorrer ele, não conseguiu, ele estava meio esmorecido e colocamos no berço. Na verdade ele faleceu mais depois. [Levei ele para enterrar no morro] porque eu estava foragido”, disse o suspeito que cumpria pena por assalto.

Rafael disse que a criança vomitou a água que havia engolido. “Dali um pouco fomos ver e ela [a criança] já estava geladinha. Na hora a gente não pensa direito”, argumenta o rapaz ao responder porque não saiu de casa para que a esposa pudesse chamar a polícia.

A polícia aguarda uma decisão da Justiça para garantir que a mulher também fique presa, já que não houve flagrante. Os dois devem ser processados por homicídio e ocultação de cadáver.

Reproduzido por MassapeCeara.Com|Créditos: Uol Notícias

Nome

DESTAQUE ENTRETENIMENTO ESPORTE MUNDO OUTRAS POLICIA POLITICA REGIAO SAÙDE TECNOLOGIA VIDEO
false
ltr
item
MassapeCeara.com: Casal matar filho de 6 meses e diz a polícia que ele estava desaparecido
Casal matar filho de 6 meses e diz a polícia que ele estava desaparecido
https://3.bp.blogspot.com/-FcyMoDUvoJE/WfKgVEb2FOI/AAAAAAAAsM8/PncLa1L0racaw9rj9teJhZpRJLqfKx5kACK4BGAYYCw/s1600/004-20171026.jpg
https://3.bp.blogspot.com/-FcyMoDUvoJE/WfKgVEb2FOI/AAAAAAAAsM8/PncLa1L0racaw9rj9teJhZpRJLqfKx5kACK4BGAYYCw/s72-c/004-20171026.jpg
MassapeCeara.com
http://www.massapeceara.com/2017/10/casal-matar-filho-de-6-meses-e-diz.html
http://www.massapeceara.com/
http://www.massapeceara.com/
http://www.massapeceara.com/2017/10/casal-matar-filho-de-6-meses-e-diz.html
true
6199378621188747977
UTF-8
Não foram encontrados posts VER TUDO Mais informação Resposta Cancelar resposta Excluir De Inicio PÁGINAS POSTAGENS Ver tudo tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ RÓTULO ARQUIVO SEARCH TODAS AS PUBLICAÇÕES TODAS Não foram encontrados resultados com a sua mensagem Back Home Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Quinta Sexta-feira Sábado Dom Se Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Segue ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar