------------------------------------------------

Chacina em Horizonte foi um dos motivos para motim na CPPL 2, afirma secretária Socorro França

Presos que iniciaram o motim tiveram amigos e familiares mortos na chacina. Sejus aponta superlotação com outro problema nos presídi...

Presos que iniciaram o motim tiveram amigos e familiares mortos na chacina. Sejus aponta superlotação com outro problema nos presídios.

A chacina ocorrida nesta semana com cinco mortes em Horizonte foi um dos motivos para o motim ocorrido entre a noite de terça (13) e manhã de quarta-feira (14) na Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto (CPPL II), em Itaitinga, segundo a titular da Secretária da Justiça e Cidadania (Sejus), Socorro França. Presidiários que tiveram amigos e familiares assassinados provocaram o tumulto dentro da unidade prisional, que terminou com celas danificadas e oito internos feridos.

"Pelo que escutamos, tem presos que são amigos e família de pessoas que morreram nessa chacina. Efetivamente, eles apontaram esse o porquê do problema na CPPL2. Mas, graças a Deus, foi tudo controlado na unidade", disse a titular da Sejus.

A secretária também afirmou que os presos seguem soltos dentro da CPPL2 e da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor José Jucá Neto (CPPL3), desde a crise no sistema penitenciário do Ceará em maio do ano passado. E, além da chacina, a superlotação e um plano de fuga frustrado pelos agentes foram outros motivos apontados para os internos terem iniciado o tumulto.

Superlotação

Socorro França confirmou que o sistema carcerário sofre com a superlotação nas unidades prisionais e com o baixo efetivo de agentes penitenciários. Atualmente, o Ceará tem quase 27 mil presos para 2.152 servidores- 1.724 masculinos e 428 femininos. Na CPPL3, por exemplo, são 1.373 detentos em um local com capacidade para 800 pessoas.

Conforme a secretária, a lotação facilita as tentativas de fugas. Neste ano, 90 presos fugiram na CPPL3; 58 fugitivos foram recapturados e 32 seguem foragidos.

"A gente passa o dia trabalhando para evitar fuga. E estamos fazendo a reforma para trancar os presos. Esse trabalho causa revolta entre os presos e provoca constantes fugas. Mas o Governo está trabalhando com eficiência, pois não tem medido esforços para contornar a situação. Vamos ter mais duas unidades prisionais e um concurso público com mais mil agentes".

Outra medida apontada por Socorro França é o trabalho integrado com o sistema judiciário para agilizar o julgamento dos presos provisórios. "Teremos em breve 3.152 agentes penitenciários. Ainda é pouco diante dessa massa carcerária que a gente tem. Mas o importante é que a gente faça um trabalho em conjunto, principalmente com o judiciário. E isso está sendo feito. É preciso que reduza o número de presos e julgue os processos de presos provisórios que estão pendentes", acrescentou.

Motim controlado

O motim na CPPL2 foi contornado por volta das 11h de quarta-feira (14), após a chegada de equipes do Grupo de Ações Penitenciárias Especiais (Gape) e do Batalhão de Choque da Polícia Militar. O Corpo de Bombeiros foi chamado ao local para controlar o incêndio provocado pela queima de colchões.

Oito presos ficaram feridos e foram socorridos para o hospital. Um deles segue internado no Instituto Dr. José Frota (IJF). Outros detentos tiveram pequenos ferimentos e foram tratados na própria unidade prisional. Não houve mortes.

Histórico

Em maio do ano passado, foi registrada uma série de rebeliões em presídios do Ceará. Presos tiveram os corpos carbonizados e foram registradas fugas e celas destruídas. Após a realização de exames feitos pela Perícia Forense, Secretaria de Justiça confirmou o número final de 14 mortos nos conflitos.

O então titular da Sejus, Hélio Leitão, informou que o custo da reforma em cada unidade prisional danificada era de R$ 1,5 milhão, considerando apenas a estrutura física.

As rebeliões ocorreram durante e após a greve dos agentes penitenciários. Segundo a Secretaria da Justiça, a motivação dos conflitos foi a suspensão das visitas nas unidades prisionais. De acordo com a Polícia Militar, os detentos quebraram cadeiras, grades, armários e queimaram colchões em diversos presídios.

Reproduzido por MassapeCeara.Com|Créditos: 
Nome

DESTAQUE ENTRETENIMENTO ESPORTE MUNDO OUTRAS POLICIA POLITICA REGIAO SAÙDE TECNOLOGIA VIDEO
false
ltr
item
MassapeCeara.com: Chacina em Horizonte foi um dos motivos para motim na CPPL 2, afirma secretária Socorro França
Chacina em Horizonte foi um dos motivos para motim na CPPL 2, afirma secretária Socorro França
https://2.bp.blogspot.com/-43Pd7TflcY8/WUKIfPVp7II/AAAAAAAAk3g/VRXtRrVPozUGIwXK4qkpjO_LuSXHhPqMQCK4BGAYYCw/s320/02%2B2017-06-15%2BMassapeCeara.com.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-43Pd7TflcY8/WUKIfPVp7II/AAAAAAAAk3g/VRXtRrVPozUGIwXK4qkpjO_LuSXHhPqMQCK4BGAYYCw/s72-c/02%2B2017-06-15%2BMassapeCeara.com.jpg
MassapeCeara.com
http://www.massapeceara.com/2017/06/chacina-em-horizonte-foi-um-dos-motivos.html
http://www.massapeceara.com/
http://www.massapeceara.com/
http://www.massapeceara.com/2017/06/chacina-em-horizonte-foi-um-dos-motivos.html
true
6199378621188747977
UTF-8
Não foram encontrados posts VER TUDO Mais informação Resposta Cancelar resposta Excluir De Inicio PÁGINAS POSTAGENS Ver tudo tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ RÓTULO ARQUIVO SEARCH TODAS AS PUBLICAÇÕES TODAS Não foram encontrados resultados com a sua mensagem Back Home Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Quinta Sexta-feira Sábado Dom Se Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Segue ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar